Um ano depois a dor permanece

13:55

Faz hoje um ano que a primeira coisa que a minha irmã me disse ao acordar foi: "A vó faleceu.". Faz hoje um ano que depois de receber esta notícia ansiávamos que a minha mãe chega-se a casa para lhe contar. Faz hoje um ano que não consegui ser forte ao lado da minha mãe. Faz hoje um ano que me arrependi por não ter dado tanto valor. Faz hoje um ano que me despedi de ti. Faz hoje um ano que tudo aconteceu e a dor ainda permanece cá dentro. Faz hoje um ano e lembro-me de todos os detalhes como se as coisas tivessem acontecer agora. Faz hoje um ano que continuo a sentir a tua falta todos os dias!

You Might Also Like

29 comentários

  1. A dor atenua mas a saudade...essa não pára de crescer:(

    ResponderEliminar
  2. Oh. É tao difícil lidar com a morte dos avós. Eu também nao dei importância nenhuma mas era nova... beijinho e forca

    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Tenho a certeza que ela estará sempre contigo!

    r: tão bom! até agora foste a única que se lembrou de mim, mas btw... <3

    ResponderEliminar
  4. Sei bem como te sentes Effy :( Um beijinho grande e força!

    ResponderEliminar
  5. É super normal sentires a falta da tua avó. A saudade permanece sempre, e nós somos obrigados a aprender a viver com ela.
    Força.

    ResponderEliminar
  6. R: Já falei com ele e não deu em nada. É esse mesmo o problema, não consigo esquecer. Não consigo e não quero!

    ResponderEliminar
  7. é sempre uma data difícil de passar, não e adianta dizer "ah, está num lugar melhor" porque isso não e preenche a falta que faz. foca-te apenas nos momentos bons que passaram juntas, é a melhor maneira de atenuar a saudade

    ResponderEliminar
  8. Já passei e ainda passo pelo mesmo, todos os anos. Temos que ser fortes e levar connosco o melhor que eles nos deram: as memórias, as lições de moral, os sorrisos, os ralhetes ...
    R: Não sei o que é que a box vai incluir, mas também ainda não sei quando a sortear. Tens sugestões?
    Ps: Se quiserem voltar a ver as minhas publicações peço-vos que me sigam de novo, pois mudei o link. Obrigada e desculpem. Beijinho :)

    ResponderEliminar
  9. R: pois acredito :(

    btw, aqueles empties, nao são cremes! é um gel de banho, e uma coisinha para lavar a cara! também nao sou dada a cremes, mas ADORO coisas para tomar banho lol

    beijinhos!

    ResponderEliminar
  10. Compreendo essa dor tão bem... também acordei com assim um dia e, já lá vão 2 anos. A dor permanece, queria ter-me despedido de outra forma. Tenho saudades, enfim. Força gurl!

    ResponderEliminar
  11. r: whaaaT? nao vai nada! lool tomas banho, não tomas? e lavas-te com o que? o esfregão da loiça? xD -- brincadeira à parte, até deve ser bué bom pa esfoliar xD. Eu gosto de sair do banho e de me sentir limpa e fresca e a cheirar a lavado xD

    ResponderEliminar
  12. r: aahh okeyyy. Então nao podes mesmo usar cremes e coisas do género! de qualquer forma, que for que uses, desde que te sintas em e te sintas limpinha, é o ideal ;)

    ResponderEliminar
  13. O tempo não cura a dor, mas vai atenuando. Espero que assim seja contigo :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  14. A saudade fica sempre :( temos forçosamente de aprender a lidar com ela

    ResponderEliminar
  15. Muita força. O tempo não cura nada, apenas atenua, mas ficam também coisas boas, as lembranças que nos fazem sorrir.

    ResponderEliminar
  16. R: Sim já ... A box tem o que nós quisermos: produtos de beleza, roupa, livros. O que quisermos mesmo ahah

    ResponderEliminar
  17. r: ahahah eu sei que tomas banho ! tava só a brincar um bocado contigo :) gosto de ti! pelo que vi até agora, és muito fixe ;) beijinho

    ResponderEliminar
  18. É normal, a saudade nunca parará de crescer... no entanto, só depende de ti recordares só as coisas boas apesar de ser difícil.

    ResponderEliminar
  19. R: Eu sei, mas não consigo evitar. É uma treta ele ser tão importante! :$

    Custa muito, eu sei que sim, mas tenta focar-te nos bons momentos que passaste com a tua avó. Tenho a certeza que ela não ia gostar de te ver assim, tão em baixo, de certeza que ela ia querer que estivesses com um sorriso na cara por continuares a amá-la como quando ela estava junto de ti.

    Infelizmente acho que é isso mesmo...

    ResponderEliminar
  20. R: Eu sei, mas não consigo evitar. É uma treta ele ser tão importante! :$

    Custa muito, eu sei que sim, mas tenta focar-te nos bons momentos que passaste com a tua avó. Tenho a certeza que ela não ia gostar de te ver assim, tão em baixo, de certeza que ela ia querer que estivesses com um sorriso na cara por continuares a amá-la como quando ela estava junto de ti.

    Infelizmente acho que é isso mesmo...

    ResponderEliminar
  21. Não sei o que é isso. No ano passado, cheguei a perder algumas pessoas, mas apesar de não ter ficado feliz, não andei por ai de luto, por isso eu não sei mesmo o que isso é. O que é perder alguém que nos faz falta, eu só posso dizer que lamento um dia teres sentido essa dor e que se precisares eu estarei aqui. <3 Força!!

    ResponderEliminar
  22. R: não está fisicamente, mas acredito que estará sempre contigo!!

    http://eighteenshadesofglitter.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  23. Ai que foste tão linda!! *.*
    Acredita que até na "vida real" pessoas da minha idade me consideram mais nova ahah

    Muito obrigada Effy!
    Love you <3

    ResponderEliminar
  24. Quanto à tua avó... A minha vai fazer 5 anos que ela faleceu e a última frase ainda se aplica a mim!

    R: Siim! Já participei :)

    ResponderEliminar
  25. Como eu entendo tão bem este sentimento!

    ResponderEliminar
  26. Já passaram 8 anos e meio desde que soube da notícia da morte de um avô. Foi um choque, nada na altura fazia prever aquilo. Não me esqueço desse dia, do momento em que me disseram. De todos os detalhes, tal como tu. E já passaram 8 anos. Na altura vivia longe dos meus avós e pouco convivia com eles. Jurei para mim que não podia permitir que isso acontecesse com os outros, então resolvi mudar de cidade e desde então que estou com eles todas as semanas (com os que ainda ficaram). Há coisas que não ultrapassamos, aprendemos apenas a viver com elas...

    ResponderEliminar